29/03/09

Caminhos de vida

Cada Primavera que chega, é um Inverno que deixa para trás, com o seu cotejo de lágrimas de alegria... ou de tristeza, as marcas indeléveis de chuvas torrenciais, tempestades que tudo levam na voragem do tempo, porque a da vida já não faz parte do rol de esperanças... para aqueles que se viram inundados, levados nas enxurradas, submersos na calamidade que se torna quase um lugar comum quando falamos dessa estação do ano... que até nem é tão triste assim, pois é nela que comemoramos o Natal, renovamos a esperança do novo ano que nasce, colocamos o nosso melhor disfarce para receber el-Rei Momo, aliás o Entrudo, que quer dizer Carnaval!
Quando começam as árvores a florir, os campos a verdejar, o sol a aquecer um pouco mais, sabemos que temos a Primavera à porta, é uma certeza, mas é também nesse período que vivemos um tempo que nos convida à reflexão, a fazer o nosso juízo daquilo que tem sido o nosso quotidiano, porquanto a Quaresma é um tempo de mudança por excelência, de reconciliação connosco próprios e com aqueles que nos rodeiam!
Não só porque está próxima a Páscoa, mas porque os nossos dias vão correndo para aquele dia que o Senhor de todas as coisas nos determinou fosse o último vivido neste vale de lágrimas... sem que nos desse qualquer pista de quando será esse dia. Apenas nos alerta: "ESTAI ATENTOS!", e isso nos deverá bastar para mudar de vida, viver a vida em plenitude, sempre com a certeza de que fazemos o melhor por nós e pelos outros, na amizade com Deus.
A Primavera mostra-nos todas as belezas que Deus criou para nós: as andorinhas que nos enchem os beirais e voam, velozes, mostrando que estão alegres porque voltaram; os campos que se enchem de malmequeres, de flores multicores, de árvores que mais parecem cobertas de neve, na alvura das flores que aspiram a ser frutos; de gorjeios das aves, que fazem os ninhos nos arvoredos, nas águas dos riachos e dos ribeiros desaguando nos rios, enquanto estes dirigem a sua corrente para a foz!
Nas montras, vêem-se mil cores de amendoas a aguardar quem as mande colocar em pacotes finos, como oferta para os afilhados, as namoradas, os amigos...
Nas igrejas tudo se prepara para o grande Domingo, aquele dia em que o Senhor venceu a morte e voltou, triunfante, com uma mensagem de salvação para todo o género humano: "ALELUIA! CRISTO RESSUSCITOU! RESSUSCITAI COM ELE! ALELUIA!".
É com o pensamento na mudança que estou a escrever este texto! Se não somos capazes de mudar a nossa relação com os outros, jamais entenderemos o porquê da Quaresma, da transição entre Estações do Ano, o valor da solidariedade... mas, o que é pior, nunca seremos merecedores daquele sacrifício bíblico de um Homem bom que dá a vida pelo seu semelhante e nos interroga de uma forma constante sobre o que é a verdade! Que lhe respondemos?

1 comentário:

  1. lili laranjo29/03/09, 20:28

    Bonitos estes caminhos da vida...

    beijos

    ResponderEliminar