31/10/07

ETIMOLOGIA... o que é isso?

O O termo "etimologia", deriva do grego e significa "origem" e "razão" do significado e da forma que apresentam as palavras, ou seja a "verdade" da palavra. Na gramática estuda isoladamente as palavras consideradas nos aspectos já referidos. É uma interpretação expontânea que se atribui, na linguagem vulgar, a uma palavra que é relacionada com outra de origem diferente. A relação estabelecida pode originar evoluções semânticas ou provocar deturpações fonéticas.
A A etimologia estuda a derivação dos vocábulos no mais amplo sentido e investiga a origem e a evolução da fonética, da ortografia e do significado de cada palavra. Toda a hipótese sobre a evolução de um vocábulo deve ter conta as leis sobre as variações fonéticas, pois as palavras atingem a sua forma através de um processo. Muitas vezes compõem-se de primitivos morfemas autónomos, que acabam por perder a sua independência. Os etimologistas têm, pois, de possuir um conhecimento profundo das raízes e dos afixos do idioma que investigam. Por outro lado, a etimologia procura classificar genealógicamente os significados originais de cada palavra, no quadro das analogias conhecidas e das leis da probabilidade psicológica. A toponímia tem um valor particular em etimologia.

x Os topónimos aludem, geralmente, a características típicas das localidades e, muitas vezes, têm origem em substratos ou superstratos, o que os torna particularmente interessantes. Na sua maior parte, o léxico do português provém do latim. São, porém, relevantes os substratos Celtas (ex. Conimbriga, Bragança, camisa, saia, cerveja...), Gregos e Fenícios (ex. malha, mapa...), os superstratos germânicos (ex. baluarte, barriga, gastar, guerra, roubar, raça...) e Árabe (ex. açorda. álcool, alecrim, algarismo, oxalá, xarope...) e os empréstimos provenientes de diversas línguas, com destaque para o Castelhano, o Francês e o Inglês.

d Jamais se poderá compreender a deturpação da língua pátria se não houver um interesse em dar à língua o sentido etimológico daquilo que se diz. Mas temos que entender que as novas palavras, provenientes das emigrações e migrações dos povos de todo o mundo, são uma consequência disso mesmo... e é o Povo que faz a língua e não o inverso. No Brasil diz-se de uma maneira diferente de Portugal, tal como em Moçambique ou Angola há outra maneira de pronunciar? É na diversidade que se vai tornando a língua mais rica... se etimológicamente há verdade na palavra dita!

h E como é bonita a Língua Portuguesa !!!

2 comentários:

  1. que porkaria essa em

    ResponderEliminar
  2. SINSERAMENTE ESSE SAITE ME AJUDOU MT

    ResponderEliminar