01/11/10

O DIA DE TODOS OS SANTOS

Hoje comemoram-se TODOS OS SANTOS E SANTAS DE DEUS, segundo o calendário litúrgico da Santa Igreja.
"A Cristo nós O adoramos, porque Ele é o Filho de Deus; quanto aos Mártires, nós os amamos como a discípulos e imitadores do Senhor; e isso é justo, por causa da sua devoção incomparável para com o seu Rei e Mestre. Assim nós possamos também ser seus companheiros e condiscípulos!" - Martyrum sancti Polycarpi 17,3 : SC 10bis, 232(FUNK 1,336)
Quando a Igreja, no ciclo anual, faz a Memória dos Mártires e dos outros Santos, "proclama o mistério pascal" reealizado naqueles homens e mulheres que "sofreram com Cristo e com Ele foram glorificados, propõe aos fiéis os seus exemplos, que a todos atraem ao Pai por Cristo, e implora, pelos seus méritos, os benefícios de Deus!".
"Os cristãos, de qualquer estado ou ordem, são chamados à plenitude da vida cristã e à perfeição da caridade". Todos, sem excepção, são chamados à santidade: " SEDE PERFEITOS, COMO O VOSSO PAI CELESTE É PERFEITO!"(Mat. 5,48)
Na tradição da Igreja ao dia de Todos os Santos segue-se o Dia dos Fiéis Defuntos ou de Finados, separados apenas por um dia. Hoje canta-se a glória e felicidade dos Santos "que gozam em Deus a serenidade da vida imortal", mas não esquece, desde o século XI, a memória de todos os fiéis defuntos.
Lógico será o considerar-se como continuação da Festa de Todos os Santos, porque recordar apenas aqueles que ascendendo às honras dos altares, exalando o odor da santidade, sem recordar todos aqueles que acreditaram em Cristo, não seria perfeito, pois seria um acto de injustiça. A Igreja peregrina não poderia celebrar a Igreja da glória esquecendo a Igreja que se purifica no purgatíorio.
É uma questão de fé. A Igreja, neste dia, procura que essa recordação seja mais profunda e viva que nas Eucaristias dos outros dias. O Dia de Fiéis Defuntos não é um dia de luto e tristeza, mas sim de íntima comunhão com aqueles que "não perdemos, porque simplesmente os mandámos à frente!" (São Cipriano).
Amanhã, dia 2 de Novembro, é um dia de esperança, porque sabemos que os nossos Finados ressurgirão em Cristo para uma vida nova, em plenitude.

Sem comentários:

Enviar um comentário