08/03/14

DIA INTERNACIONAL DA MULHER

Hoje, porque é o último dia para o pagamento da renda de casa, alguém se lembrou de dizer que é o Dia Internacional da Mulher, como se elas não tivessem todo um ano para pensar na triste sorte que teve em nascer mulher!
 
Mesmo que se fale em igualdades, em conquistas, em coisas boas que têm acontecido às mulheres, as pessoas não pensam um bocadinho que a maior sorte de uma mulher é encontrar para a sua vida alguém que lhe dê tudo o necessário para ser feliz: AMOR... COMPANHEIRISMO... COMPREENSÃO... VERDADE... CUMPLICIDADE... HUMILDADE e tudo o mais que a leve a ela, mulher, a sentir que encontrou FELICIDADE!
E como 'é no dar que se recebe', nunca será demais aquilo que dois seres, que se comprometeram para a vida, possam partilhar um com o outro... apesar de se saber que é de algum modo utópico pensar-se em felicidade perene, sem abanões nem escolhos, se não sabemos ler os sinais que a vida nos vai colocando no caminho! Quem não sabe o Código da Estrada... sabemos o que acontece!
Mas... porquê um Dia Internacional dedicado à Mulher, se a esquecemos o resto do ano?
 
 O Dia Internacional da Mulher tem como origem as manifestações das mulheres russas por melhores condições de vida e trabalho e contra a entrada da Rússia czarista na Primeira Guerra Mundial. Essas manifestações marcaram o início da Revolução de 1917. Entretanto a ideia de celebrar um dia da mulher já havia surgido desde os primeiros anos do século XX, nos Estados Unidos e na Europa,  no contexto das lutas de mulheres por melhores condições de vida e trabalho, bem como pelo direito ao voto.
No Ocidente, o Dia Internacional da Mulher foi comemorado no início do século, até à década de 1920.
 

Na antiga União Soviética, durante o  stalinismo, o Dia Internacional da Mulher tornou-se elemento de propaganda partidária, enquanto nos países ocidentais, a data foi sendo esquecida por longo tempo, vindo a ser recuperada pelo movimento feminista, já na década de 1960. Na actualidade, a celebração do Dia Internacional da Mulher perdeu parcialmente o seu sentido original, adquirindo um caráter festivo e comercial. Nessa data, os empregadores, sem certamente pretender evocar o espírito das operárias grevistas do 8 de março de 1917, costumam distribuir rosas vermelhas ou pequenos mimos entre suas empregadas.
O ano de 1975 foi designado pela ONU como o Ano Internacional da Mulher e, em dezembro de 1977, o Dia Internacional da Mulher foi adoptado pelas Nações Unidas, para lembrar as conquistas sociais, políticas e económicas das mulheres.

Sem comentários:

Enviar um comentário